Entenda as vantagens e como promover a diversidade nas empresas


Por Alexandre Attauah


As discussões a respeito do multiculturalismo estão cada vez mais presentes em nossa sociedade e chegaram ao mercado de trabalho. As novas gerações se posicionam cada vez mais a favor do respeito ao próximo, fazendo com que a diversidade nas empresas seja uma discussão inevitável.


Temas como acessibilidade, empoderamento e preconceito se tornaram frequentes na vida pessoal e profissional das pessoas. Assim, organizações com condutas que agem de maneira inadequada frente a essas questões rapidamente viram assunto e têm sua imagem prejudicada.


Aderir a essa cultura é urgente e necessário não só para obter visibilidade, mas também por questões sociais. Continue a leitura e entenda os motivos para isso!


O que é a diversidade nas empresas?


A diversidade nas empresas é reunir, em um quadro de colaboradores, indivíduos que sofrem algum tipo de rejeição social em razão de sua classe, gênero, etnia, deficiência, religião e outras questões que servem de gatilho para o preconceito e a intolerância.


É importante ter em mente que trabalhar esse multiculturalismo não é uma questão de priorizar determinados grupos de pessoas, mas considerar as habilidades de qualquer profissional acima de suas escolhas pessoais ou características.


Qual a importância de promover essa diversidade?


Hoje o mundo vê essa questão com outros olhos, tanto no ambiente profissional quanto no âmbito pessoal. A promoção da diversidade no universo corporativo mostra padrões de funcionários mais felizes no trabalho.


Também aumenta a retenção de colaboradores e fortalece o conceito de marca empregadora que cria uma aceitação diferente, inclusive, pelo mercado de forma geral — por quem não conhece diretamente o propósito e o que a empresa prega e faz.


Por isso, a promoção de um ambiente mais diverso em todos os aspectos — não só na questão de gênero, mas também de religião, inclusão de pessoas com deficiência etc. — cria um valor totalmente diferente daquele presente em empresas que não se preocupam com esse tema.


Além disso, gera a admiração das pessoas, tanto de quem trabalha e está empenhado com isso dentro das corporações, quanto de quem está procurando uma nova oportunidade e tem o interesse de atuar em uma empresa onde a diversidade não está só escrita na parede, mas realmente sendo aplicada.


Como garantir a diversidade nas empresas?


A diversidade deve ser uma preocupação de todos na empresa. Garantir essa prática significa dar a oportunidade para que a pessoa desempenhe melhor sua função, independentemente do seu gênero, do que gosta e de como pensa, em um ambiente que seja respeitoso e aberto a receber diversos perfis.


Não adianta a empresa falar que contratará pessoas de diferentes gêneros e gostos se, ao fim do dia, não houver um ambiente de aceitação desses grupos. A contratação existe, mas o comprometimento não. Sem verificar o ambiente, é impossível ter certeza de que a pessoa terá uma experiência confortável.


Isso pode ser percebido por meio de práticas de comunicação. Um diálogo bem construído entre todos os membros das equipes, líderes e gestores é capaz de transformar pensamentos. Questionar-se a respeito dos valores da organização também é uma forma de garantir a diversidade:


  • O que a gente tem como valores?

  • O que a gente tem como cultura?


Essas questões devem ser empregadas e valem para todo e qualquer integrante do quadro de colaboradores. Quando pensamos nas questões sobre ética e respeito ao próximo, estamos tratando de valores. A empresa precisa entender isso e disseminar uma cultura a favor de melhores práticas, comportamentos e posturas.


Nesse contexto, é necessário intervir, advertir e levantar algumas questões quando for preciso. Por exemplo, não aceitar que certas brincadeiras aconteçam em um ambiente de trabalho que promove uma abertura para a diversidade de gênero.


A consciência inclusiva e respeitosa deve partir da empresa para com os trabalhadores. O exemplo deve vir da liderança que, se não estiver engajada, terá dificuldades para disseminar bons valores aos demais colegas de trabalho.


Como é possível garantir a diversidade nos processos seletivos?


O recrutador precisa garantir que a escolha sempre seja feita em cima da melhor pessoa e do melhor perfil. Então, o trabalho de seleção — seja de uma consultoria ou da área de Recursos Humanos da empresa contratante — é ter certeza de que o perfil contratado é a alternativa ideal para aquela função.


Quando a cultura da empresa não está em transformação ou não tem uma aceitação para isso, a pessoa pode até ser escolhida, mas não perdura por se sentir acuada. Muitas vezes, não terá liberdade para ser quem é ou precisará lidar com condutas preconceituosas.


O respeito à diversidade começa no momento em que a seleção não acontece por influência da idade, gênero ou orientação sexual, mas sim pela capacidade técnica e comportamental do candidato. Entretanto, para que isso seja possível, é preciso trabalhar a cultura da empresa antes.

Quais são as vantagens para a organização?


Empresas adeptas da diversidade ganham visibilidade perante a concorrência. Negócios que demonstram domínio e respeito por essas questões, se preocupando com o bem-estar dos indivíduos, viram assunto em redes sociais e entre rodas de amigos, colaborando para a atração e retenção de talentos.


Atualmente, as pessoas buscam lugares onde possam ter um propósito para trabalhar, não considerando somente o salário que ganham. Por isso, a promoção da diversidade na empresa gera engajamento e cria uma cultura única para o negócio.


O colaborador vê valor agregado em fazer parte de uma organização que pensa dessa forma, enquanto o contratante percebe o valor em ter sempre o melhor do que cada um pode oferecer, independentemente da pessoa, gerando benefícios a todos.


A diversidade nas empresas deve ser amplamente discutida, disseminada e respeitada. Não cabe mais às gerações atual e futura o cultivo de ambientes hostis. É preciso que os gestores se posicionem e abracem todas as causas, afinal, a competência não tem classe, cor ou gênero.


A ImpulsoRH tem como objetivo ajudar as organizações a encontrarem os profissionais certos para preencher suas vagas. Entre em contato conosco e descubra como podemos ajudá-lo a assumir uma postura inclusiva!


* Alexandre Attauah é Gerente Sênior de Recrutamento

29 visualizações0 comentário